Sejam bem vindos

Crimes que permitirão concessão de fiança pela autoridade policial

Analisando a legislação penal, Código Penal e legislação extravagante, com a nova mudança do Código de Processo Penal introduzida pela Lei 12403/11, depois que entrar em vigor a lei poderá a autoridade policial arbitrar fiança nos seguintes crimes:
1) Homicídio culposo – art. 121, § 3º;
2) Aborto provocado pela gestante ou com o seu consentimento – art. 124;
3) Violência doméstica – art. 129, § 9º;
4) Perigo de contágio venéreo – art. 130, § 1º;
5) Perigo de contágio de moléstia grave – art. 135;
6) Abandono de incapaz – art. 133, caput;
7) Maus-tratos na forma qualificada – art. 136, § 1º;
Sequestro e Cárcere privado – art. 148 caput;
9) Furto simples – art. 155, caput;
10) Extorsão indireta – art. 160;
11) Supressão ou alteração de marca em animais – art. 162/
12) Dano qualificado – art. 163, Parágrafo único;
13) Apropriação indébita – art. 168, caput;
14) Duplicata simulada – art. 172;
15) Induzimento à especulação – art. 174;
16) Fraudes e abusos na fundação ou administração de sociedade por ações – art. 177;
17) Emissão irregular de conhecimento de depósito ou “warrant” – art. 178;
18) Receptação – art. 180, caput;
19) Violação de direito autoral – art. 184;
20) Invasão de estabelecimento industrial, comercial ou agrícola. Sabotagem – art. 202;
21) Aliciamento para o fim de emigração – art. 206;
22) Aliciamento de trabalhadores de um local para outro do território brasileiro – art. 207;
23) Violação de sepultura – art. 210;
24) Destruição, subtração ou ocultação de cadáver – art. 211;
25) Vilipêndio a cadáver – art. 212;
26) Satisfação de lascívia mediante presença de criança ou adolescente – art. 218-A;
27) Bigamia – art. 235;
28) Simulação de autoridade para celebração de casamento – art. 238;
29) Simulação de casamento – art. 239;
30) Abandono material – art. 244;
31) Abandono intelectual – art. 247;
32) Explosão – art. 251, § 1º;
33) Uso de gás tóxico ou asfixiante – art. 252;
34) Perigo de inundação – art. 255;
35) Desabamento ou desmoronamento – 256;
36) Interrupção ou perturbação de serviço telegráfico ou telefônico – art. 266;
37) Falsificação, corrupção, adulteração ou alteração de produto destinado a fins terapêuticos ou medicinais, na forma culposa – art. 273, § 2º;
38) Outras substâncias nocivas à saúde pública – art. 278;
39) Medicamento em desacordo com receita médica – art. 280;
40) Quadrilha ou bando – art. 288;
41) Falsificação de papéis públicos – art. 293, § 2º;
42) Petrechos de falsificação – art. 294;
43) Falsidade ideológica em documento particular – art. 299;
44) Falso reconhecimento de firma em documento particular – art. 300;
45) Reprodução ou adulteração de selo ou peça filatélica – art. 303;
46) Falsificação do sinal empregado no contraste de metal precioso ou na fiscalização alfandegária, ou para outros fins – art. 306, Parágrafo único;
47) Fraude de lei sobre estrangeiro – art. 309 e 310;
48) Peculato mediante erro de outrem – art. 313;
49) Extravio, sonegação ou inutilização de livro ou documento – art. 314;
50) Emprego irregular de verbas ou rendas públicas – art. 315;
51) Abandono de função em faixa de fronteira – art. 323; Parágrafo único;
52) Resistência qualificada – art. 329, § 1º;
53) Contrabando ou descaminho – art. 334;
54) Falso testemunho ou falsa perícia – arts. 342 e 343;
55) Coação no curso do processo – art. 344;
56) Fraude processual – art. 347, Parágrafo único;
57) Fuga de pessoa presa ou submetida a medida de segurança – art. 351, § 3º;
58) Arrebatamento de preso – art. 353;
59) Patrocínio infiel – art. 355;
60) Sonegação de papel ou objeto de valor probatório;
61) Contratação de operação de crédito – art. 359-A;
62) Assunção de obrigação no último ano do mandato ou legislatura – art. 359-C;
63) Ordenação de despesa não autorizada – art. 359-D;
64) Aumento de despesa total com pessoal no último ano do mandato ou legislatura – art. 359 –G;
65) Oferta pública ou colocação de títulos no mercado – art. 359 –H.
A Lei sobre drogas, 11.343/06, em seu artigo 33, § 2º, prevê também como crime afiançável a conduta de induzir, instigar ou auxiliar alguém ao uso indevido de droga.
No Estatuto do Desarmamento, lei 10.826/2003, agora a autoridade policial que arbitrava fiança na conduta criminosa de posse irregular de arma de uso permitido, poderá também arbitrar nos crimes de porte ilegal de arma de fogo de uso permitido e disparo e arma de fogo, artigo 14 e 15, respectivamente.
Na lei dos crimes ambientais, lei 9.605/98, agora poderá a autoridade policial, também arbitrar fiança nos crimes de exportação para o exterior de peles e couros de anfíbios, provocação de incêndio em mata ou floresta, o corte ou transformação de madeira de lei em carvão, o desmatamento, a causação de poluição de qualquer natureza, a produção, processamento, embalagem, importação, exportação, a guarda, armazenagem, ou uso de substância tóxica, nociva ou perigosa à saúde humana, a disseminação de doença ou praga que possa causar dano à agricultura, à pecuária, à fauna, à flora, ou aos ecossistemas, a destruição, inutilização ou deterioração de bem especialmente protegido por lei, ato administrativo ou decisão judicial, a alteração de aspecto ou estrutura de edificação ou local especialmente protegido por lei, ato administrativo ou decisão judicial, o falso testemunho de funcionário público contra a administração ambiental, respectivamente artigos 30, 41, 45, 50-A, 54, 56, 61, 62, 63, 66, da Lei Ambiental.

8 Respostas

  1. vandeilda oliveira de meneses Santos

    boa noite sou aluna do intensivão de delegado gosto muito de suas aulas.

    23/05/2011 às 19:49

  2. Alessandra Araújo

    Professor,
    Sou aluna do intensivão de Delegado na cidade de Mogi Mirim, interior de SP, e primeiramente gostaria de parabenizá-lo pelas suas aulas, que são ótimas!
    Agora, gostaria de demonstrar meu inconformismo com essa mudança no CPP no tocante a alguns crimes que estão nesse rol que permitirá fiança. Violência doméstica, abandono de incapaz, maus tratos???
    Estou indignada… ao invés da lei ser mais severa, está mais branda?
    Que país é esse nosso?

    Um abraço,
    Alessandra.

    31/05/2011 às 17:15

  3. Elaine Maia

    Bom dia professor,
    Sou aluna do reprise de Delegado Civil, da cidade de São Sebastião do Paraíso, MG.
    Gosto muito de suas aulas, são muito didáticas.
    Gostaria de saber aonde geralmente são feitas as provas.
    Grata, Elaine Maia.

    17/06/2011 às 09:07

  4. olá mestre estou muito feliz pela competencia em ministra esta aula area penal e demostrar os rol dos artigos direito penal que tera direito a fiança pela autoridade policial.minhas consideracao apreço sou de mt servidor publico bacharel em direito e pos graduado em criminologia e nalista criminal por senasp mj df.g.a.d.u.

    03/07/2011 às 17:14

  5. Simone

    Olá Professor, sou aluna do Reta Final Delegado (streaming)- unidade Praia Grande/SP.

    Estou amando suas aulas e dicas, com certeza farei uma prova com grande embasamento e quem sabe futuramente serei Delegada de Polícia como sempre sonhei.

    Obrigada e que Deus o ilumine sempre!

    14/07/2011 às 14:18

  6. gostaria de saber se uma pessoa sentenciada por 3,5 anos por trafico, caberá fiança pela lei 12.403\11 ….??????

    20/08/2011 às 17:34

  7. reginaldo gomes do nascimento

    Olá professor sumariva.
    fui aluno do intensivao delegado civil na cidade de anapolis Goias.
    gosto muito de suas aulas, e parabens pela iniciativa de criação de um blog que traz muitas informações importantes.
    quanto a mudança trazida por esta nova lei só me faz crer que a politica criminal brasiliera segue a esteira do abrandamento das penas para fugir da responsabilidade de se criar mecaninismos eficientes de reinserção social. sisstema penitenciario falido.

    13/09/2011 às 20:55

  8. JOSE MARIA DE AQUINO

    Olha, sou Bacharel em Direito, sou de MG, gostaria de parabenizá-lo pela transparência da matéria em questão, mas de repente a gente vem percebendo que podemos estar preparados para o velório da lei brasileira.A gente perce que os cidadãos de bem serão encarcerados e os agentes penitenciários serão todos os bandidos elencados nos ítens acima. Brincadeira. Onde já se viu dar fiança quem sequestra.
    Perdoe se o meu comentário nada tenha a ver com o caso, mas sou por um país de leis ásperas, porque não pode ter preço a dignidade de uma pessoa humilhada nas mãos de bandidos. Me ajude a compreender isso, o meu e-mail é jmaquino-55@hotmail.com.
    Abraços aos leitores e colegas de todo o Brasil.

    15/03/2012 às 12:54

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.